expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quinta-feira, 27 de abril de 2017

Pera

Pera

Nome científico: Existem várias espécies e variedades. Pirus ssp.

Sinônimo popular: Não possui.


    Foto: Maria do Carmo Silva


Origem: Europa central, China, Japão e indonésia.

Características: É uma árvore de até 5 metros de altura, bem esgalhada, tronco liso acinzentado, folhas simples, alternadas, ovadas, verdes-escuras. frutos podem variar de tamanho, cor e forma, segundo a espécie ou variedade.

Tipo de solo: Solos férteis, bem drenados e protegidos por material orgânico.

Luminosidade: Sol pleno.

Multiplicação: Por sementes. Mas é um processo muito lento até a frutificação. Prefira mudas híbridas ou de enxertia para uma produção mais rápida.



    Foto: Sandra Sueli dos Reis


Plantio: Escolha um local com boa luminosidade, faça uma cova de 60 x 60 x 60 centímetros, coloque a muda e complete com uma mistura de terra comum, carvão vegetal ou cinza e esterco de curral ou compostagem. Coloque material orgânico para proteger o solo, como capim seco ou folhas em abundância.

Regas: Diárias.

Adubação: Dê preferência à adubação orgânica, utilizando esterco de curral ou compostagem duas vezes por ano.

Sucesso em seu cultivo!

Visite também nossos outros blogs:
wwwnaturezapura123.blogspot.com
wwwplantasquecuram.blogspot.com
wwwespeleologiaradical.blogspot.com
wwwpoemasesentimentos.blogspot.com
floresplantasejardins.blogspot.com
wwworquideasfloresdivinas.blogspot.com
you tube / Daniel Carvalho Gonçalves

domingo, 22 de janeiro de 2017

Tamarilho

Tamarilho

Nome científico: Solanum betaceum, Cyphomandra betacea, Cyphomandra crassicaulis.

Sinônimos populares: Tomate-de-árvore, sangue-de-boi, tomatão, tomate-inglês, tomate-japonês.


    Foto: Maria do Carmo Silva


Origem: Peru, Colômbia, Bolívia, Chile e Equador.

Características; É uma arvoreta de até 4 metros de altura, com médio esgalhamento, folhas opostas cruzadas, ovadas, inteiras, verdes-brilhantes na parte superior e verdes-foscas na parte inferior. Flores róseas. Frutos ovalados, com bastante polpa. Podem ser amarelos, laranjas, vermelhos ou roxos. O sabor é uma mistura agridoce que lembra seus parentes tomate e berinjela. Podem ser consumidos in natura, em saladas e sucos.

Tipo de solo: Gosta de solos férteis, bem drenados e médio compactados.

Luminosidade: Sol pleno.



    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Multiplicação: Por sementes. Leva dentre 15 e 45 dias para germinar.

Plantio: Faça uma cova de 40 x 40 x 40 centímetros, coloque a muda escolhida e complete com uma mistura de terra comum, carvão vegetal ou cinza e esterco de curral ou compostagem. Ponha uma camada de capim seco ou folhas na base da planta para evitar perda de água e mantê-la fresca.

Regas: Diárias, nas primeiras semanas e de dois em dois dias, posteriormente.

Adubação: Dê preferência à adubação orgânica, utilizando esterco de curral ou compostagem de três em três meses.

Sucesso no seu cultivo!

Visite também nossos outros blogs:
wwwnaturezapura123.blogspot.com
wwworquideasfloresdivinas.blogspot.com
wwwespeleologiaradical.blogspot.com
frutasepomar.blogspot.com
floresplantasejardins.blogspot.com
wwwpoemasesentimentos.blogspot.com
you tube/ Daniel Carvalho Gonçalves


quinta-feira, 12 de janeiro de 2017

Caqui (caquizeiro)

Caqui (caquizeiro)

Nome científico: Diospyros kaki.

Sinônimos populares: Dióspiro, diospereiro.

Origem: China.


    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Características: É uma árvore de até 12 metros de altura, bastante esgalhada, com folhas alternadas, coriáceas, ovaladas, verdes-brilhantes. As flores são pequenas e brancas. Os frutos variam de tamanho, cor e textura, dependendo da variedade. Podem ser verde-amarelados até avermelhados e terem polpa mole ou dura. Alguns são doces, outros mais ácidos.

Tipo de solo: Gosta de solos férteis, com bastante material orgânico, bem drenados.

Multiplicação: Por sementes, estaquia ou enxertia.

Plantio: Faça uma cova de 60 x 60 x 60 centímetros, ponha a muda e complete com uma mistura de terra comum, carvão vegetal ou cinza e esterco de curral ou compostagem. Escolha plantar no período chuvoso para facilitar a adaptação da muda ao local definitivo. O caqui pode levar até 8 anos para frutificar (mudas de sementes) e até 3 anos (mudas de estaquia ou enxertia).

Regas: Nos primeiros 15 dias após o plantio, regue diariamente. depois vá diminuindo as regas até uma vez por semana.

Adubação; Use adubo orgânico como esterco de curral ou compostagem três vezes por ano.

Ótimo cultivo para todos!

quinta-feira, 25 de agosto de 2016

Jambo-vermelho

Jambo-vermelho

Nome científico: Zyzygium malaccense.

Sinônimos: Jambeiro, jambo-rosa, Eugênia e jambeiro-encarnado.


    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Origem: Sudeste asiático.

Características: É uma árvore de até 20 metros de altura, bastante esgalhada, densamente folhada, com folhas ovais, opostas, imparipenadas, verde-escuras. Suas flores são vermelhas. Frutos com cerca de 7 centímetros, periformes, variando do róseo ao púrpura, comumente vermelhos. Polpa abundante, adocicada.

Idade de frutificação: Em média, 5 anos.

Tipo de solo: Gosta de solos férteis, pouco compactados e com boa drenagem.

Luminosidade: Sol pleno.



    Foto: Maria do Carmo Silva


Multiplicação: Através de sementes.

Plantio: Faça uma cova de 60 x 60 x 60 centímetros, ponha a muda selecionada e complete com uma mistura de terra comum, carvão vegetal ou cinza e esterco de curral ou compostagem.

Regas: Nos primeiros dias, regue diariamente e vá diminuindo aos poucos até a planta se adaptar ao novo ambiente. Depois da planta adulta, não exige maiores cuidados.

Adubação: Faça adubação orgânica, usando esterco de curral ou compostagem, duas vezes por ano.

Ótima colheita para todos!

quinta-feira, 28 de julho de 2016

Cajá-manga-mirim

Cajá-manga-mirim

Nome científico: Spondias cythera.

Sinônimos: Cajá-manga-anão.


    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Origem: Ilhas da Oceania.

Tipo de solo: Gosta de solos férteis, pouco compactados e bem drenados.

Luminosidade: Sol direto.

Características: É uma árvore de até 2 metros de altura, bem esgalhada, tronco liso, folhas opostas, inteiras, imparipenadas, verde-claras. Floração pequena, branco-amarelada. Frutos com cerca de 6 centímetros de diâmetro, ovais, meio-ácidos, mas um pouco mais doces do que o cajá-manga.Normalmente chega à maturidade com dois anos.



    Foto: Maria do Carmo Silva


Multiplicação: Por sementes.

Plantio: Pode ser feito no pomar ou em vasos. No pomar, faça uma cova de 40 x 40 x 40 centímetros, ponha a muda e cubra com uma mistura de terra comum, carvão vegetal e esterco de curral ou compostagem. No vaso, ponha cacos de telha ou tijolo no fundo para propiciar uma boa drenagem, ponha um pouco de terra, a muda, e complete com a mesma mistura citada acima.

Regas: No pomar, uma vez por semana é o suficiente. No vaso, todos os dias.

Adubação: Prefira a adubação orgânica, utilizando esterco de curral ou compostagem três vezes por ano.
Boa colheita para todos!




sexta-feira, 22 de julho de 2016

Laranja

Laranja

Nome científico: Citrus cinensis.

Sinônimos: Possui uma enorme gama de variedades: laranja-pera, laranja-rio, laranja-serra-d'água, etc.


                      Foto: Maria do Carmo Silva


Características: É uma árvore de até 7 metros de altura, bem esgalhada, folhas ovais, alternadas, verde-escuras. Flores brancas, perfumadas. Frutos arredondados que variam de tamanho e cor segundo a variedade.

Tipo de solo: Gosta de solos férteis, pouco compactados, bem drenados.

Luminosidade: Sol direto.

Multiplicação: Através de sementes.




    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Plantio: Faça uma cova de 60 x 60 x 60 centímetros, coloque a muda e complete com uma mistura de terra comum, carvão vegetal ou cinza e esterco de curral ou compostagem.

Adubação: Prefira a adubação orgânica, usando esterco de curral ou compostagem de seis em seis meses.

Boa colheita para todos!

quinta-feira, 16 de junho de 2016

Toranja

Toranja

Nome científico: Citrus paradisi.

Sinônimos: Jamboa, laranja-melancia, pamplemussa, laranja-vermelha e laranja-romã.


    Foto: Maria do Carmo Silva


Características: É um híbrido secundário, resultante do cruzamento de Citrus maxima x (Citrus x Sinensis). É uma árvore de até 4 metros de altura, com esgalhamento médio, folhas simples, inteiras, ovadas, verde-brilhantes. Flores brancas e frutos arredondados, com até 20 centímetros de diâmetro, casca amarelada e polpa avermelhada. Sabor meio ácido.

Tipo de solo: Gosta de solos férteis, com pouca compactação e bemdrenados.

Luminosidade: Sol direto.

Multiplicação: Por sementes e por enxertia.



    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Plantio: Faça uma cova de 60 x 60 x 60 centímetros, ponha a muda e complete com uma mistura de terra comum, carvão vegetal e esterco d curral ou compostagem. 

Regas: Diariamente, nos primeiros dias após o plantio e duas vezes por semana com o decorrer do tempo.

Adubação: Use adubação orgânica, com esterco de curral ou compostagem, duas vezes por ano.

Usos: Pode ser consumida in natura, em sucos, geleias e doces.

Boa colheita!