expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

quinta-feira, 22 de outubro de 2015

Caju (cajueiro)

Caju (cajueiro)

Nome científico: Anacardium occidentale.

Sinônimos: Não possui.


    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Origem: Norte e Nordeste brasileiros.

Ambiente: Gosta de solos médios (de férteis a semi-ácidos), bem drenados, clima quente e locais bem iluminados.

Características: É uma árvore bem esgalhada, tronco liso, que pode chegar a 8 metros de altura, com folhas obovais, simples, verde-brilhantes. Floresce no início da primavera e frutifica logo em seguida. É uma árvore de desenvolvimento rápido, frutificando em torno dos dois anos. O fruto, propriamente dito é a castanha. A polpa é apenas um pendúnculo floral.

Como plantar: Faça você mesmo suas mudas, plantando as castanhas em sacos plásticos com uma mistura de terra vegetal e terra comum. Enfie a castanha uns três centímetros com a parte curva virada para cima ou em pé, com a parte menor para cima, para facilitar a germinação. Depois de três meses a muda já pode ir para o local definitivo. Escolha um local bem iluminado e aerado para que possa se desenvolver com qualidade. Faça uma cova de 40 x 40 centímetros, coloque a muda e cubra com uma mistura de terra, carvão vegetal e capim seco. Regue em abundância ou d~e preferência para plantar na época de chuvas, para afcilitar a adaptação da muda.



    Foto:Daniel Carvalho Gonçalves


Adubação: Dê preferência para adubos orgânicos como esterco de curral ou compostagem. Afofe os solo ao redor do cajueiro e aplique de três em três meses.

Usos: Os frutos, as castanhas, são servidas depois de secas e algumas vezes, torrados. Os pseudofrutos são consumidos in natura, em sucos e bebidas como a cajuína e em doces. As folhas são utilizadas na medicina popular como diuréticas, por exemplo.

Ótimo cultivo para todos!


Nenhum comentário:

Postar um comentário