expr:class='"loading" + data:blog.mobileClass'>

sábado, 30 de janeiro de 2016

Pinha (pinheira)

Pinha (pinheira)

Nome científico: Annona squamosa.

Sinônimos: Ateira, fruta-do-conde e quaresma.


    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Origem: Américas e India.

Ambiente: Aprecia climas quentes, solos férteis e bem drenados, locais bem ventilados.

Luminosidade: Sol direto.

Características: É uma árvore de até 6 metros de altura, pouco esgalhada, folhas inteiras, simples, alternadas, verde-claras. Flores claras, branco-amareladas, fruto arredondado, com gomos, verde-amarelados quando maduros.



    Foto: Maria do Carmo Silva


Multiplicação: Por sementes. Escolha um saquinho para mudas, encha com uma mistura de terra comum, carvão vegetal e esterco de curral ou compostagem. Enfie uma ou duas sementes uns 5 centímetros, regue com frequência e mantenha à sombra. Nasce em até 30 dias.

Plantio: Faça uma cova de 60 x 60 centímetros, coloque a muda e complete com a mesma mistura da semeadura. A planta começa a produzir com dois ou três anos.

Adubação: Orgânica. Use esterco de curral ou compostagem três vezes por ano.

Ótimo cultivo!

domingo, 24 de janeiro de 2016

Figo

Figo

Nome científico: Ficus carica.

Sinônimos: Figueira.


    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Origem: Região do Mediterrâneo.

Ambiente: Quente e úmido, solos férteis e bem drenados.

Luminosidade: Sol pleno.

Características: É uma árvore com até 6 metros de altura, de acordo com a variedade, folhas palmatilobadas, verde-escuras a verde-amareladas, bem esgalhadas, tronco liso. Dão frutos o ano todo de acordo com a poda.

Multiplicação: É feita por estaquia, usando-se os galhos durante o período de poda.

Plantio: Faça uma cova de 40 x 40 centímetros, ponha a muda selecionada e preencha com uma mistura de terra comun, carvão vegetal, capim seco ou fibra de casca de coco, esterco de curral oou compostagem.


    Foto: Maria do Carmo Silva


Poda: É realizada nos meses de junho e julho. Poda-se os ramos do ano anterior, bem curinhos, deixando-os com uns 10 centímetros do tronco.

Adubação: Afofe a terra no diâmetro da copa, coloque esterco de curral ou compostagem e regue.

Usos: O fruto pode ser consumido in natura, desidratados ou em geleias e doces.

Bom cultivo para todos!

sexta-feira, 15 de janeiro de 2016

Goiaba

Goiaba

Nome científico: Psidium guajava.

Sinônimos: Não existem. São conhecidas conforme a variedade, como, por exemplo, vermelhas ou brancas.


    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Origem: América do Sul.

Ambiente: Gosta de climas quentes.

Luminosidade: Sol direto.

Características: É uma árvore de até 6 metros de altura, bem esgalhada, tronco liso, folhas simples, opostas, ovais, verde-brilhantes. Floresce no ínicio da primavera e frutificam nos meses de janeiro e fevereiro. Quando bem cultivadas dão frutos mais de uma vez por ano.

Multiplicação: É feita por sementes. Para fazer mudas, basta um saco plástico para mudas, terra e sementes. Plante duas ou três sementes por saquinho. Dessa forma, poderá optar pela muda mais forte no plantio.



    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Plantio: Faça uma cova de 60 x 60 centímetros, coloque a muda e complete com uma mistura de terra comum, carvão vegetal, capim seco e esterco de curral ou compostagem. Se for plantar mais de uma muda, mantenha um espaço de 3 metros entre uma e outra.

Regas: Constantes.

Poda: Deve ser feita logo após o fim do período de frutificação. Corte os galhos mais salientes e inúteis para a planta.

Ótimo cultivo para todos!


sexta-feira, 8 de janeiro de 2016

Manga

Manga

Nome científico: Mangifera indica.

Origem: Índia.

Sinônimos: Não existem. O nome muda segundo a variedade como, por exemplo, manga espada, manga rosa, manga pequi, etc.

Ambiente: Gosta de locais com excelente luminosidade, bem ventilados, solos férteis, bem drenados.

Características: É uma árvore de até 30 metros de altura, bem esgalhada, tronco semi-rugoso, folhas lanceoladas, coreáceas, verde-brilhantes. Suas flores são minúsculase variam entre amarelo e róseas. Aparecem entre julho e agosto. O fruto varia de tamanho e formato segundo a variedade. Amadurece entre outubro e dezembro.



    Foto: Daniel Carvalho Gonçalves


Multiplicação: Se dá através de sementes. 

Plantio: A melhor época para o plantio é na estação chuvosa, uma vez que possibilita uma maior adaptação da planta às suas novas condições. Faça uma cova de 80 x 80 centímetros, ponha uma muda previamente escolhida e complete com uma mistura de terra comum, carvão vegetal, capim seco e esterco de curral ou compostagem. Cada variedade de manga ocupa um espaço diferente. Portanto, quando for comprar a sua muda, verifique com o vendedor a largura possível de sua copa e altura, e veja o espaço que você tem disponível.

Adubação: Deve ser semestral. Afofe a terra no perímetro da copa, despeje esterco de curral ou compostagem e, em seguida, regue em abundância.

Boa colheita para todos!